Em 2011, a NASA enviou o rover Curiosity para explorar a cratera Gale, em Marte, e investigar se o planeta tem a possibilidade de abrigar vida. Desde então, missões interplanetárias voltaram a ser hot topic e a intrigar a humanidade.

O fotógrafo Julien Mauve, por sua vez, sempre foi movido por questionamentos desse tipo. Como seria descobrir um mundo completamente diferente e repleto de paisagens intocadas, por exemplo?

Ele decidiu imaginar, então, a chegada do homem a Marte e como seria o registro fotográfico dessa primeira experiência.

Fotos em Marte imaginadas

Julien dirigiu os modelos para fazerem poses estereotipadas de turistas, de propósito. Isso porque o artista ainda fez um gancho sobre comportamento e a cultura atual de se fotografar em todo e qualquer contato com o mundo, ou melhor, a popularização das selfies.

Há alguns anos, tirar fotos de paisagens era suficiente. […] Hoje nos adicionamos nas fotos. Nossos rostos estão por toda parte. Compartilhamos tudo instantaneamente; sentimos a necessidade de fazê-lo. […] Portanto, podemos nos perguntar: viajamos para descobrir novos lugares, mudanças de cenário, novas culturas ou viajamos para postar fotos nossas e provar que existimos?

Julien Mauve
Casal de astronautas
Fotos em Marte imaginadas

Julien Mauve · Instagram · Site

Comentários

Deixe uma resposta